segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

PzKpfw-IV Ausf.H/J


Panzer IV Ausf. H

PzKpfw-IV Ausf.H/J (Panzer IV)
Carro de combate leve (Krupp)


Fabricante: Krupp - Alemanha
Tripulação: 5
Comprimento: 5.91 - Largura: 2.86M - Altura: 2.68M
Peso vazio: 22000Kg. - Peso preparado para combate: 23500Kg.
Motor/potência/capacidades
Sistema de tracção:Lagartas
Motor: Maybach HL 120TRM 12V Potência: 300 cv
Velocidade máxima: : 38 Km/h - Velocidade em terreno irregular: 16 Km/h
Tanque de combustível: N/disponível
Autonomia máxima: 210Km

Armamento básico:
- 1 x 75mm KwK / StuK-40 L/43 (Calibre: 75mm - Alcance estimado de 1.3Km a 1.3Km)
- 2 x 7,92 Dreyse L/57 MG-34 (Calibre: 7.92mm - Alcance estimado de 1.2Km a 1.2Km)

O Pz.IV modelo «J» foi o último deste tipo de carros de combate a entrar em produção, em Junho de 1944. Ele é essencialmente idêntico à versão H que já se fabricava desde Abril de 1943, tendo estes dois modelos como principal característica o canhão standard de 75mm L/48.
Na fase intermédia e final da guerra, os tanques alemães desenhados antes do conflito, foram equipados com outra característica típica: As saias (Schurzen) laterais, que tinham como objectivo aumentar a protecção blindada, absolutamente deficiente que estes carros tinham. As placas de 5mm de espessura eram colocadas nas laterais do tanque e eram amovíveis, e colocadas em volta da torre (neste caso eram fixas).
Com este aumento da blindagem, que dava um aspecto esquisito e desajeitado ao veículo ele pode no entanto continuar a operar até aos últimos dias da guerra.
A reorganização determinada no Outono de 1944, já os alemães estavam a retirar os seus exércitos da França, ditou o fim do Panzer IV, embora o general Guderian tivesse feito pressões para que o veículo continuasse a ser produzido nas versões de caça tanques e canhão de assalto, por absoluta incapacidade da industria alemã em produzir blindados em numero suficiente.

As últimas versões do Panzer IV, ou seja a versão H, e a versão J foram fabricados nos seguintes numeros:
Versão H: 3774 unidades (a partir de Abril de 1943)
Versão J: 1758 unidades (a partir de Junho de 1944)

No total, foram produzidos 8506 carros de combate Panzer IV.

Além da Krupp, estes veículos foram também produzidos pela Womag e pela Nibelungenwerke. Esta última produziu todos os modelos J.

Informação genérica:
Numericamente, trata-se do mais importante carro de combate alemão durante a II Guerra Mundial. O Panzer.IV foi o unico tanque alemão produzido durante toda a guerra, e provavelmente durante mais tempo que qualquer outro carro de combate durante o conflito.
Inicialmente o Panzer-IV era um tanque de apoio, com um canhão de 75mm destinado não a perfurar a blindagem dos tanques inimigos, mas sim a atacar a infantaria inimiga.
A partir de 1941, os alemães entenderam que os seus tanques não eram capazes de eficientemente combater contra os tanques russos T-34 e KV-1, que embora estivessem operacionais apenas em pequenas quantidades, foram considerados como uma ameaça temível.
Como chegaram à conclusão de que o Panzer III (por definição o veículo destinado à função anti-tanque) era muito pequeno para colocar canhões maiores, foi decidido que o carro 4 (como também era conhecido o PzKpfw-IV) seria o principal tanque alemão na luta contra a Rússia.
É portanto a partir de 1941, que o Panzer IV, que era o maior tanque alemão, mas não tinha sido concebido para atacar blindados, sofreu modificações, com o objectivo de alterar completamente a sua função.
Logo no inicio da Operação Barbarosa e de emergência, a industria alemã produziu uma munição especial, que podia ser disparada do canhão KwK-37-L/24 e ser eficiente contra os tanques russos, mas mesmo assim as suas prestações não eram vistas como suficientes. Os Pz.IV passaram depois a contar com um canhão de 75mm de alta velocidade (Ver PzKpfw IV/F), e mais tarde com versões ainda mais aperfeiçoadas desse canhão. Muitos deles foram convertidos para outras funções nas fases finais da guerra.
Ele foi mantido em produção durante muito tempo na Alemanha, por absoluta falta de opções e mesmo quando Hitler decidiu fechar a produção do PzKpfw-IV os generais alemães opuseram-se porque a industria não conseguia produzir suficientes numeros de tanques Panther (PzKpfw-VI) e Tiger (PzKpfw-V)
Além dos tanques, foram produzidas versões caça-tanque, ou seja um Panzer IV sem torre e com um canhão instalado no casco. Esta solução era muito mais barata e facil de produzir e os alemães produziram várias versões baseadas neste carro.
O Panzer-IV foi ainda utilizado como plataforma de artilharia autopropulsada, com o conhecido «Hummel» equipado com um óbus de 150mm. Como caça-tanques assumem ainda alguma importância o Nashorn, um veículo aberto (exteriormente parecido com o Hummel)), com pouca protecção, demasiado alto, que foi produzido entre 1943 e 1944 e que estava equipado com o canhão de 88mm PaK-43 .
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...