sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Extrato do diário de Iohannes Gerder, sobre a estadia e crueldade na Bielorrússia

Soldados alemães desfilam com três jovens por meio de Minsk, antes
 da sua execução. O cartaz diz: Somos partisans que disparamos contra 
os soldados alemães. Minsk, 26-10-941
O Ober-Gefreite Iohannes Gerder da Wehrmacht usou seu diário para escrever os primeiros meses de estadia na Bielorrússia: 

"Agosto de 25. Nós lançamos granadas contra casas onde as pessoas vivem. As casas pegam fogo facilmente e queimam rapidamente. O fogo pula para outras cabanas. Que vista espetacular! Pessoas choram e nós rimos de suas lágrimas. Temos queimado 10 aldeias desta forma.
Agosto, 29. Nós pegamos 12 pessoas que nós deparamos em uma aldeia e os levamos para um cemitério. Fizemos-los cavarem uma sepultura profunda e ampla para si próprios.
Não há e não haverá misericórdia para os eslavos. Condenados da humanidade são estranhos para nós."

Traduzido por: Daniel Moratori (avidanofront.blogspot.com)

2 comentários:

  1. "Pessoas choram e nós rimos de suas lágrimas" Realmente algo deplorável o que faziam...

    ResponderExcluir
  2. Realmente, ele foi afetado pela lavagem cerebral nazista.

    ResponderExcluir

Favor, sem ofensas, comentários ideológicos, racistas, antissemitas e semelhantes.

Se não concordar, discordar ou mesmo ter a acrescentar com o escrito no post, o dialogo é a melhor opção.

OBS: Não tenho muito tempo para responder todos comentários, então se seu comentário demorar a ser moderado, não venha reclamar comigo, pois tenho outras atividades alem desse blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...