terça-feira, 18 de março de 2014

Aos 90 anos, ex-guarda da SS em Auschwitz será julgada

Gisela S. é uma das 6 mulheres ainda vivas que mataram milhares de judeus em campo de concentração na Polônia; ela era soldado da SS, organização responsável por muitos dos crimes contra a humanidade durante a II Guerra Mundial
Gisela S.

Uma mulher de 90 anos, identificada como Gisela S., enfrentará a justiça por crimes contra a humanidade pelo seu trabalho como guarda da SS - organização paramilitar ligada ao partido nazista e a Adolf Hitler - no campo de concentração nazista na Polônia, Auschwitz, onde quase 2 milhões de pessoas morreram, na maioria judeus. Gisela responderá por assassinato em massa e é uma das trinta pessoas que trabalharam em Auschwitz que ainda estão vivas e vivem na Alemanha.

Com o apelido de “Demming” durante a guerra, seu arquivo foi levantado nos últimos anos; ela responderá pelos crimes esta semana, sendo a segunda pessoa a ser julgada no último mês. 

Alega-se que Gisela era uma “disciplinadora severa” da guarda, que batia nos prisioneiros e que, por muitas vezes, teria sido encarregada de prender os judeus “infratores” em pequenos quartos escuros, onde até 15 pessoas ficavam amontoadas, sem comida e bebida, durante dias. Não era incomum que estas pessoas morressem confinadas.

Gisela S. vive atualmente numa casa perto de Hamburgo, na Alemanha, e é conhecida por ser “nazista fanática”, tendo sido parte da BDM, a Liga das Mulheres da Alemanha, sendo contratada pela guarda da SS em 1940.

Com informações do Daily Mail.
Fonte: Terra

5 comentários:

  1. Olá Daniel como vai? A algum tempo descobri por acaso na internet um site chamado ´´inacreditável`` que é um blog revisionista que contem em sua maioria artigos que negam a existência do holocausto. Considerando que já a algum tempo acompanho seu blog e que já li dezenas de posts sobre atrocidades cometidas na segunda guerra fiquei pessoalmente triste e de certa forma revoltado ao ler artigos desse site ´´inacreditavel`` que diz por meio de supostas provas de supostos revisionistas históricos que o holocausto foi um mito criado pelos judeus, que os mesmos não eram mortos nos campos e que morreram de fome e de doenças, que a grande maioria dos depoimentos são inventados e o restante é sem credibilidade, que corpos de alemães eram colocados nos campos de concentração para encenar a matança, que quase todas as fotos são adulteradas, e alguns outros argumentos absurdos como por exemplo que o doutor Mengele chegou a construir parquinhos de diversão para as crianças prisioneiras nos campos, tudo isso com o claro objetivo de apresentar o Nacional Socialismo alemão como algo legitimo e tolerante. Há também uma série de outros artigos sobre outros assuntos que no fim sempre deixam a sugestão de que a maioria dos problemas que temos em nosso mundo são culpa de uma suposta ´´conspiração de judeus sionistas`` que manipulam tudo o que acontece em nossos governos.

    A principio eu nem daria atenção a esse tipo de tese, mais o que me revolta e a quantidade de pessoas que hoje em dia compram esse tipo de ideia, a pagina do dito site tem mais de 2 mil fãs no facebook, e é bem perceptível que essas pessoas estão se utilizando de uma mascara de pessoas ´´intelectuais``, ´´legitimas`` e ´´estudiosas`` para fazer com que pessoas pouco informadas sobre o assunto holocausto acabem dando atenção e credibilidade ao que esses caras pregam. E isso gera comentários como estes que encontrei no tal site revisionista:

    ´´Não sou católico, mas não é novidade um narigudo atacar a igreja!
    Nunca vi um narigudo (referindo-se aos judeus) debater sobre o motivo pelo qual foram e são “perseguidos” durante milhares de anos!
    Estaria a humanidade errada?!?!?! ´´

    Os membros do site que dizem ser apenas revisionistas de história e que não são antissemitas liberam sem a menor cerimonia comentários como o descrito acima. Dai eu fico pensando de todas a milhares de evidencias que temos sobre o holocausto porque ainda existe gente ingênua que diz que absolutamente todas as provas e evidencias são falsas e manipuladas? Porque nunca tentam pessoalmente tentar debater as provas e sempre apresentam como argumentos a opinião duvidosa de historiadores claramente antissemitas?

    Qual a sua opinião a respeito desse tipo de coisa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anonimo. Antes de tudo, poderia se identificar, fica mais fácil o dialogo, pois fakes e anônimos atualmente em ação estão me dando muita dor de cabeça, pois ficam comentando em sites, blogs e foruns "revisionistas", como o que citou, e dão a impressão que sou eu e outros amigos, e os donos e frequentadores de tais domínios, vem aqui no blog com toda a ladainha "revi" me atacar, como se fossemos nós os que comentassem por lá.

      Isso acaba fomentando a ira desse pessoal, que passa a publicar essas matérias defasadas sobre esse negacionismo tosco.

      Por sinal, os fakes que tentam rebater as baboseiras(por sinal, os fazem muito mal) nesses sites fazem mais cagadas do que ajudam, pois dão assunto para o "clube da Luluzinha", que por si só, já se extinguiria, sem assunto.

      Tudo o que postam nesses sites já são matérias totalmente antigas, rebatidas, e sem valor histórico algum, que como sempre, chegam mil anos luz atrasadas aqui no Brasil

      Sobre o que acho desses sites? Eu sou totalmente a favor do livre debate, o direito de questionar, é natural do ser humano.

      Acho que a revisão da historia totalmente valida, desde que dentro dos padrões normais, acadêmicos.

      Já a negação do conhecimento geral de fatos históricos não devem ser punidos; para aqueles que a mantem, sua própria estupidez é punição suficiente.

      Acho que o que vem acompanhado por trás, camuflado e disfarçado do "revisionismo", esse sim deve se punido. Temos leis suficientes no Código Penal Brasileiro que puniriam a maioria desse pessoal, como por exemplo a lei sobre o racismo, ou sobre a injuria racial.

      O tema do "revisionismo"/negacionismo,por suas matérias sensacionalistas, números forjados e antissemitismo disfarçado e que cria um ódio sem nexo algum contra judeus e outras minorias, criando esse "nazitupiniquins"(pois quem entra em fóruns internacionais,sabe que o negacionismo do Holocausto já está defasado a anos, pois não há sucesso nessa empreitada, preferindo os antissemitas atacarem logo o Estado de Israel por ações no OM).

      Na verdade, é a demonstração de que esse tipo de "revisionismo" é totalmente baseado, estruturado em picaretagens,mentiras e falta de conhecimento histórico. O dito "revisionismo" histórico do Holocausto não trouxe nada para a historiografia até hoje.

      Combate se faz pela divulgação de conhecimento, coisa que não acontece aqui no Brasil. A falta de material de refutação ao "revisionista" que existe na rede em lingua portuguesa é minimo, feita por um grupo minimo de pessoas, como por exemplo o pessoal do Holocausto Doc.

      Os materiais refutando qualquer afirmação negacionista está disponível em inglês em vários sites, como Nizkor, The Holocaust History Project, Holocaust Controversies, e etc, e em português, como o Holocausto Doc, e algumas coisas aqui no blog.

      Excluir
  2. OK, mas nessa idade nem poderá ser presa, um julgamento para os holofotes... me pergunto por que demorou-se tanto para chegar a essas pessoas? será que viveram escondidas(os) durante 60 anos?

    ResponderExcluir
  3. Juliano, a demora é porque os governos da Alemanha (antes Alemanha Ocidental e Oriental e desde os anos 90 só um governo da Alemanha unificada) nunca teve interesse de fato ou real em punir esse pessoal. Fizeram julgamentos pós-guerra pra punir alguns e deixar registrado, mas punição de fato a pilhas de nazistas dentro da Alemanha Ocidental principalmente (pois a Oriental era fechada) nunca houve. É o tipo de julgamento ridículo que serve mais como propaganda do tipo "olha, a gente julgou os nazis", era melhor nem fazer. Minha crítica é ao governo alemão e não aos cidadãos alemães (tirando os de extrema-direita) que não têm culpa pelos erros dos governos deles.

    ResponderExcluir
  4. A "prisão" geralmente se resume a prisão domiciliar. Infelizmente, a maioria passou a vida livre e no final da vida, quando muitas vezes já senil, vem com essa caçada inútil a quem sempre esteve solto por todo esse período, vivendo tranquilamente, na dando entrevistas etc.

    ResponderExcluir

Favor, sem ofensas, comentários ideológicos, racistas, antissemitas e semelhantes.

Se não concordar, discordar ou mesmo ter a acrescentar com o escrito no post, o dialogo é a melhor opção.

OBS: Não tenho muito tempo para responder todos comentários, então se seu comentário demorar a ser moderado, não venha reclamar comigo, pois tenho outras atividades alem desse blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...