terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Depoimento assinado por Rudolph Hoess


Depoimento assinado por Rudolf Hoess declarando que havia ocorrido o assassinato de judeus através de sufocamento por emissão de gás enquanto ele era o comandante do campo de extermínio de Auschwitz. O texto em alemão diz:

 "Eu declaro pelo presente e sob juramento que de 1941 a 1943, durante o período em que eu comandava o Campo de Concentração de Auschwitz, 2 milhões de judeus foram enviados para as câmaras de gás onde morreram envenenados e que 500.000 judeus foram mortos por outros métodos. Rudolf Hoess. 14 de maio de 1946".

A confissão também tem a assinatura de Josef Maier, oficial do gabinete do Chefe do Conselho dos Estados Unidos. O documento original está exposto no terceiro andar da Exposição Permanente no Museu Estadunidense Memorial do Holocausto.

Fonte: http://www.ushmm.org/wlc/ptbr/media_da.php?MediaId=126

8 comentários:

  1. Rudolf Höss foi duramente torturado antes de assinar tal "confissão", sendo assim esta não merece credito algum. O próprio Höss quando indagado sobre se ele havia sido adimitido ter sido responsável pela morte de 2 milhões de pessoas disse: "sim, daquela maneira eu teria admitido que fui responsável por 8 ou 9 milhões..".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quais suas fontes? Prove a tortura do assassino!

      Excluir
    2. Leia o livro Legiões da Morte de Rupert Butler de de 1983, ele conta as memorias de Bernard Clark, no livro ele diz que Bernard Clark se gaba de ter torturado Rudolf Hoss para obter a confissão dele.

      Excluir
  2. Não existiam câmaras de gás em Auschwitz. Seria impossível haver um extermínio com gás devido as condições precárias da suposta câmara de gás.

    O gás utilizado(Ácido Cianídrico ou Zyklon B)contaminaria os soldados nazistas e eles também morreriam.

    O maior especialista em câmaras de gás dos EUA, Fred Leuchter, fez uma investigação pericial em Auschwitz e provou a impossibilidade de execuções por câmaras de gás e a inexistência de tais câmaras neste campo de concentração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred Leuchter é um picareta. Mente até na propria profissão, o qual dizia que era engenheiro.É impressionante como está desatualizado. Essas teorias sem noção dele já foram desbaratadas a ano, e vocês insistem em dar muro em ponta de faca. Para ver a credibilidade de Leuchter, visitem o site do Nizkor:

      http://www.nizkor.org/faqs/leuchter/leuchter-faq-22.html


      Tem bastnte coisa o Holocausto Doc, sugiro que leiam, ainda mais que está em portugues:
      http://holocausto-doc.blogspot.com.br/2009/01/expertise-de-fred-leuchter.html

      Excluir
  3. Já li tanta matéria a respeito de existência ou não das câmaras de gás; do uso ou não do Zyklon-B; da genuidade ou do falso Diário de Anne Frank, que confesso que já não sei mais o que é verdade ou não.
    Acho que a humanidade deveria ser tratada com mais respeito, e que as vítimas do Holocausto, se é que elas existiram, deveriam ter as suas memórias respeitadas.
    Eu não sei o porquê e à quem as mentiras interessam.
    Com todas essas mentiras, ou tentativas de se deturpar a verdade, eu só tenho à dizer que o ser humano não está preparado para impedir outras tragédias. Muito pelo contrário.

    ResponderExcluir
  4. E o que iam ganhar as pessoas que viveram esse sofrimento (nos campos)com mentiras?
    pra quem nao tava lá é facil falar e dizer que é tudo invençao de quem ganhou a guerra

    ResponderExcluir

Favor, sem ofensas, comentários ideológicos, racistas, antissemitas e semelhantes.

Se não concordar, discordar ou mesmo ter a acrescentar com o escrito no post, o dialogo é a melhor opção.

OBS: Não tenho muito tempo para responder todos comentários, então se seu comentário demorar a ser moderado, não venha reclamar comigo, pois tenho outras atividades alem desse blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...