quinta-feira, 3 de maio de 2012

A invenção do povo judeu (A "equivoco" do livro de Shlomo Sand)

Shlomo Sand, autor do livro  "A invenção do povo judeu"


Está em discussão a muito tempo em algumas comunidades e fóruns o assunto sobre bem vendido e polemico livro de Shlomo Sand, " A Invenção do Povo Judeu", onde ele  retrata sobre o passado do povo judeu e sua relação do Estado de Israel. Como anda um pessoal enviando comentários absurdos aqui no blog  esses dias embasado nesse livro, vou dar uma rápida explicação e eventual indicação de leitura. Não vou entrar em detalhes sobre criticas sobre documentação infundas e afirmações feitas por ele, mas vou indicar a resposta da ciência sobre a analise de DNA.

Antes de tudo (porque não quero bajuladores), não estou defendendo o Estado de Israel e seu direito de posse da terra judaico devido a DNA's (que por sinal tenho uma posição extremamente diferente da relacionada aos acontecimentos no Holocausto e seu atual governo e atitudes -que muitos já sabem no qual apoio um estado em que inclua judeus, cristão, árabes sem nenhum tipo de exclusão que está acontecendo de forma hedionda desde sua criação, mas isso é outro papo que não cabe aqui), mas ouvir esse pessoal "revisionista", negacionistas e antissemitas sustentarem essas teses malucas em cima desse tipo de livro é sem sentido e usadas com mal intenção, e pretendo deixar claro para aqueles que antes de comprarem o livro despercebido, pelo "assunto polemico", tenham uma base antes de sair acreditando em qualquer coisa que pega para ler, tanta na internet como em paginas impressas.

Não vou traduzir os textos, deixo isso a cargo dos interessados, que podem facilmente faze-lo usando o Google Tradutor ou mesmo o Google Chrome, que traduz automaticamente, mas vou deixar alguns links que já servem para abrirem os olhos de certas pessoas, links esses de reportagem de publicações cientificas serias e mundialmente conceituadas (como a Science), que explicam pela ciência que a tese de Sand não anda bem no caminho certo.


Science:

Materia no The Daily Beast:

A Sociedade Americana de Genética Humana, no Jornal Americano de Genética Humana (qualquer coisa, procurem pelo nome do artigo que encontra em outros meios científicos). Por sinal, fala ate dos Ashkenazi :

Texto bastante interessante também no The New York Times:
http://www.nytimes.com/2009/11/24/books/24jews.html?_r=1&scp=1&sq=shlomo%20sand&st=cse


Shlomo Sand: A invenção do povo judeu (livro) (Holocausto-doc)

Leiam essa materia sobre os Khazares e os Askhenazi e relacionem ao assunto:
Os khazares e o revisionismo (Holocausto-doc)

Boa leitura e bom conhecimento aos interessados e que permaneçam na agnosia os desinteressados.





12 comentários:

  1. Fazendo a contagem de quanto tempo vai demorar prum "revi" pintar por aqui acusando o blog de "sionista", rsrsrsrsrsrsrsrs.

    O pior é que essa defesa que alguns elementos (revimanés) fazem usando esse livro é uma das maiores cretinices que já vi, achar que vão reverter algo no conflito atual árabe-israelense com as pasmaceiras do Sand beira a credulidade ou fanatismo mesmo.

    E acho que o autor não está de boa fé com o livro, tremendo caça-níquel que deve ter vendido bastante principalmente entre o público com viés antissemita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A diga invenção do povo pelo movimento sionista que quebrou as pernas dele no centro do livro Roberto, já que pode-se dizer que esse termo "povo", na forma mais politica de se dizer, foi criado mesmo na era medieval em si, onde os massacres começaram a ser realizados em maiores intensidades e depois pela a famosa Inquisição, que após a perseguição dos judeus quando eles foram expulsos da Espanha. Nessa época que começou a aparecem as conversões ao cristianismo, mas pegando exemplos os criptojudeus quando eram massacrados, mesmo a conversam não livravam os seus "antecedentes", se assim podemos dizer.


      A teoria da descendência dos khazares que ele supõe no livro para origem desse movimento sionista e judeus do leste europeu, pegando o ultimo posta dos Askhenazi seus, podemos fazer um paralelo rápido que a historia não é bem assim, que essa suposição que ele faz pode estar meio errônea, mas ele supõe, não afirma, então acaba sendo o dito pelo não dito; mas que mesmo assim é usado pelos malucos que vemos por ai.

      Excluir
    2. Daniel, e eu tinha postado uma vez no Orkut, mas como apaguei meu perfil antigo acabou isso indo junto com o perfil pro ralo, um texto sobre os Khazares (outro texto, diferente daquele do blog)sobre a origem dos Ashkenazis. Na verdade os Ashkenazis são sinônimo de judeu do leste europeu e Alemanha, a participação dos khazares nisso é mínimo supervalorizada por essas "mitologias" em torno da coisa, judeus esses convertidos por judeus sefarditas que se espalharam pela Europa (os que não se fixaram em Portugal, Espanha e Norte da África), segundo uma matéria que li uma vez. Ou seja, o Sand sabendo de tudo isso ainda lançou esse livro dele na mais pura má fé (porque é impossível que ele não saiba dessas coisas). Panfleto perfeito pra revimané ficar enchendo o saco na internet se achando a última bolacha do pacote ou "portador" de uma "verdade oculta", rsrsrsrs.

      Excluir
    3. O que você citou sobre o livro do Sand e a relação aos Khazares e Askhenazis resume muita coisa. Só pegando o link dos Askhenazi, não sei se você viu a postagem sobre a discriminação dos Ostjuden pelos judeus-alemães, é bem interessante.
      A diferença dos judeus ocidentais e orientais é bem grande, tanto na parte mais politica do judaismo, como em sua pratica religiosa e cultural.

      Excluir
  2. Um adendo, já traduziram e lançaram o livro desse cara em português, dessa vez foram rápidos, rs. Fui procurar uma cópia em espanhol na rede pra baixar, até porque geralmentem lançam mais rápido em espanhol que português (e às vezes nem isso, só lançam em espanhol), e pra minha surpresa apareceu um link pro site de uma grande livraria do país vendendo o livro desse cara em português.

    É o que comentei antes, tremendo caça-níquel e essas editoras e livrarias não perdem viagem, mas deixam vários livros bons sem tradução e lançamento só porque não causaram "barulho" na mídia mesmo se tratando de uma porcaria e um panfleto político (que o autor deixa claro o tempo todo). E o pior, a atitude política e o livro dele não mudarão absolutamente nada do conflito árabe-israelense naquela região, mas acaba servindo de panfleto pra "revis"/neonazis ficarem enchendo o saco nas Américas e Europa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu coloquei como link no titulo do livro, está vendendo na Saraiva, e por sinal por um preço bem salgado.
      Pior que o livro dele foi best-seller no próprio Israel, e ganhou premios famosos:
      http://fr.wikipedia.org/wiki/Prix_Aujourd'hui

      O negocio é o capitalismo: se der dinheiro, até magia negra eles fazem livros, então porque não de um assunto polemico desses. Essas editoras não estão nem ai por assunto, o negocio é o retorno financeiro mesmo.

      Como você citou, só deu mais assunto para esses "revis"/neonazis mesmo, que por sinal nunca vão ler o livro, só no crtl C crtl V de meia duzia de sites negacionistas mesmo.

      Excluir
    2. "O negocio é o capitalismo: se der dinheiro, até magia negra eles fazem livros, então porque não de um assunto polemico desses. Essas editoras não estão nem ai por assunto, o negocio é o retorno financeiro mesmo."

      No alvo, e o pior é ver uma livraria de propriedade judaica vendendo isso, pra você ver depois aquelas notícias "histéricas"(que eu critico muito) de "apreensão do Mein Kampf em editora tal", se vendem uma porcaria dessas (que é pior até do que o Mein Kampf em muitas coisas) pra que o alarde em torno de um livro só por que foi Hitler(o asno) que escreveu? É esse tipo de coisa que me choca mais, o lance da ganância em vender porcaria nem tanto pois é algo que se tornou habitual, mas essa vista grossa com a questão do racismo é algo bem pesado.

      "Como você citou, só deu mais assunto para esses "revis"/neonazis mesmo, que por sinal nunca vão ler o livro, só no crtl C crtl V de meia duzia de sites negacionistas mesmo."

      O mais hilário é vê-los falar em "censura sionista" com um livro desses sendo vendido em todo canto, só no mundinho fantasioso e paranoico deles esse tipo de ideia tem uma força quase sobrenatural, mas esperar o que de um bando de lunáticos movidos a ódio e a culto da irracionalidade? Cabeça de extremista é igual privada entupida.

      Excluir
    3. Propriedade judaica? Serio? Nem sabia dessa... hauhauhau...tive de rir agora! Sinceramente, isso me pegou de surpresa.

      Essa de censura sionista, mídia sionista, politica sionista, pornografia sionista...e etc enxe o saco ao extremo, é muita conspiração e a "pirvada entupida" define a cabeça desse pessoal.
      Um dia tava vendo esses caras discutindo ao extremo a pornografia sionista, chega a ser hilário..kkkk...

      Excluir
  3. Daniel, no caso a livraria que eu citei foi a Cultura, não sei se a Saraiva é, mas a Cultura é, com 100% de certeza. E já vi outras bizarrices lá como divulgação daquele "Olavo de Carvalho", pode(parece que como divulgação por afinidades políticas)?

    Fora ter livro do David Irving no catálogo dela (pode pôr na busca que acha, rsrsrsrs). Sinceramente? Quando eu vi o livro do Sand lá a venda o nariz torceu. Tem uma livraria conhecida em PE que é a Livraria Imperatriz, o dono é judeu também, até tem história a livraria como a da Clarice Lispector ter sido frequentadora dela, mas ao contrário da Cultura, lá não tem livro algum desse tipo mencionado, talvez o do Sand por ser divulgação de editora(imposição $$), mas livro do Irving, fazer propaganda de ideólogo(Olavo de Carvalho)? Não rola.

    ResponderExcluir
  4. Acebei procurando o livro do Irving, acabei me deparando com vários. Chega a soar cômico.
    Nem conheço sobre essa livraria no PE, deve ser famosa por ai.
    Talvez o dono(da cultura) nem saiba dos livros que vende, se levarmos que ele não de muita atenção a isso. Mas que é estranho, é!!!
    Mas a imposição pela editora deve ser o mais provavel, já que a renda dessas porcarias é bem generosa.

    ResponderExcluir
  5. Depois das postagens do Daniel e do Roberto o que restou...? vamos passar uma borracha em td que não queremos saber, e, assim manter nossos castelos de areia. Alguém sabe que são o Daniel e o Roberto??? Os maiores historiadores do planeta ao ouvir pronunciar o nome de ambos pulam apavorados em baixo da cama .

    ResponderExcluir

Favor, sem ofensas, comentários ideológicos, racistas, antissemitas e semelhantes.

Se não concordar, discordar ou mesmo ter a acrescentar com o escrito no post, o dialogo é a melhor opção.

OBS: Não tenho muito tempo para responder todos comentários, então se seu comentário demorar a ser moderado, não venha reclamar comigo, pois tenho outras atividades alem desse blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...