domingo, 16 de maio de 2010

PzKpfw I

Coloquei duas fontes diferentes, pois cada texto contém alguns detalhes que se completam.

Histórico 1

O Veículo de Combate Blindado I ou Panzerkampfwagen I (PzKpfw I) Sdkfz 101 foi desenhado em 1932, como um veículo de ataque leve e de treinamento, permitindo a motorização do Exército Alemão com um veículo barato e rápido de ser construído, enquanto os modelos III e IV não ficavam prontos. O Departamento de Armas do Exército Alemão comprou um tanquete Carden-Loyd Mk IV inglês, secretamente, na Rússia, para testar a possibilidade de se instalar, neste chassi, um canhão de 20 mm em uma torreta de giro de 360°.


Tanquete inglês Carden-Loyd Mk IV

Após extensivos testes de campo, ficou provado que o desempenho era muito melhorado com o uso de um armamento mais leve, sendo proposta a torreta com duas metralhadoras de 7,92 mm. Enquanto isso, o Departamento de Armas emitiu especificações de concorrência para cinco firmas alemãs (Rheinmetall Borsig, Daimler-Benz, MAN, Henschel e Krupp) para a construção de um protótipo de um tanque leve de treinamento de 5 toneladas, com uma torreta de rotação completa, armado com um par de metralhadoras de 7,92mm MG13. Em dezembro de 1933, o Exército alemão selecionou a torreta e a superestrutura da Daimler-Benz e o chassi da Krupp para o desenvolvimento do futuro carro de combate. A Krupp foi contratada para construir três diferentes protótipos, com a condição que as outras fábricas participassem da produção para que todas ganhassem experiência vital na construção de tanques. Em fevereiro de 1934, a Krupp entregou o protótipo LKA1.


Tanque LKA1 Krupp

Depois dos testes, o LKA1 melhorado foi denominado Las IA Landwirtschaflicher Schlepper (Trator Agrícola, para confundir os termos do Tratado de Versalhes), entrando em produção em abril de 1934, como PzKpfw I Ausf A (modelo A). No final desse mês, quinze PzKpfw I Ausf A foram produzidos e apresentados a Adolf Hitler por Heinz Guderian. O Alto Comando Alemão especificou um número de inventário (Sonderkraftfährzeug) para o veículo: Sdkfz 101 Ausf A (mais tarde, surgiria o Ausf B, maior e mais potente, embora com o mesmo armamento).



Tanques leves Sdkfz I Ausf A e B - profiles


Em 1934, a Alemanha recriou suas Forças Blindadas, em desafio ao Tratado de Versalhes. O Sdkfz 101 Ausf A, por ser pequeno, apresentava problemas de espaço, com apenas um receptor de rádio em sua torreta. Precisando de um veículo de comando para seus dois primeiros Regimentos Panzer, o Alto Comando decidiu modificar o Sdkfz 101, removendo sua torreta artilhada e aumentando sua superestrutura para receber mais um rádio (emissor) FuG-2 e seu operador, elevando a tripulação deste carro para três. Assim nascia o Kleiner Panzerbefehlswagen 1 KLA (Carro Comando Leve 1), baseado no chassi do Sdkfz 101 Ausf A , do qual foram construídas pouquíssimas unidades (apenas seis exemplares).


Kleiner Panzerbefehlswagen 1 KLA - KlPzBfWg 1 KLA - Versão desarmada

Primeiras apresentações dos Panzers (1935) - KLA 1A lidera um grupo de Sdkfz 101 Ausf A - (Panzer Colors II - Squadron Signal Pub.)


De início, estes Carros Comando não apresentavam armamento, entrando em ação na Guerra Civil da Espanha e nos estágios iniciais da Campanha Polonesa da Segunda Guerra Mundial.


Kleiner Panzerbefehlswagen 1 KLA – Guerra Civil Espanhola

Após experiências de combate, viu-se a necessidade de se acrescentar armamento ao veículo, instalando-se uma metralhadora MG-13 de 7,92mm na porção anterior da superestrutura do veículo, que em alguns veículos, foi estendida em toda a largura do casco (KLA late).


Kleiner Panzerbefehlswagen 1 KLA (late) Espanhol - observe o armamento e a superestrutura


Kleiner Panzerbefehlswagen 1 KLA (early) - Campanha da Polônia e França - versão armada

Este veículo teve uma carreira breve, pois o chassi era curto e sub-potencializado, sendo substituído pelo Carro Comando baseado no chassi do Sdkfz 101 Ausf B. O veículo resultante foi o Sdkfz 265 Kleiner Panzerbefehlswagens 3 KLB (KlPzBfWg 3KLB).


SdKfz 265 Kleiner Panzerbefehlswagen 3 - KlPzBfWg 3 KLB



Especificações Técnicas:
Kl.Pz.Bf.Wg 1A
Peso (pronto para ação): 5,4 ton.
Tripulação: 3.

Dimensões:
comprimento: 4,02 m

largura: 2,06 m
altura: 1,72 m
altura livre do solo: 25 cm
Blindagem (espessura da blindagem em mm / ângulo de inclinação em graus):

frontal do casco: 13 mm / 22°
lateral e ré do casco: 13 mm / 22°
fundo: 6 mm / 90º
teto do casco: 6 mm / 90°
superestrutura: 13 mm / 10°
Velocidade máxima (rod.) 57 Km/h.

Autonomia:

rodovia: 145 km
off-road: 100 Km.

Capacidade de superação de obstáculos:

ângulo de subida máxima: 30°
largura de trincheira: 1,4 m
altura de obstáculo: 0,36 m
profundidade de vau: 0,58 m

Motor:

Krupp M305 (Boxer) 57hp (42 Kw) / 2500 rpm
Capacidade de combustível: 144 l.

Armamento:

metralhadora MG13 Dreyse de 7.92mm





Histórico 2



Em 1933, o Departamento de Armas do Exército Alemão lançou um requerimento para um veículo de blindagem leve que pesasse em torno de 5.000kg e que pudesse ser utilizado para treinamento. Cinco companhias apresentaram seus protótipos. Após os testes, o projeto da Krupp foi aceito para desenvolvimento, sendo a Krupp responsável pelo chassi e a Daimler-Benz responsável pelo resto da estrutura. A produção do primeiro lote de 150 veículos iniciou-se em Julho de 1934 sob a designação Pzkpfw I Ausf A com um motor M 305, Krupp, que desenvolvia apenas 57 cavalos de força. Mas, no próximo lote, Ausf B, tinham um motor mais forte, e isso significava que o veículo teria de ser mais comprido. Este modelo era um pocuo mais pesado, mas seu motor mais forte, dava-o uma velocida de 40km/h na estrada. Em 1935, 800 destes já encontravam-se em serviço.

PzKpfw I na Espanha.
 
O Panzerkampfwagen I foi primeiramente utilizado na Guerra Civil Espanhola. No início da invasão da Polônia, em 1939, 1.445 estavam em serviço. Os Alemães ja haviam notado era mal adaptado para o serviço nas linhas de frente por causa de seu baixo poder de fogo e de sua leve blindagem. Na invasão da França, em 1940, apenas 523 PzKpfw foram utilizados, ainda que muitos ainda estevissem em serviço na Alemanha e na Polônia. Em 1941, o PzKpfw I ja havia sido retirado das linhas de frente, apesar que o modelo de comando Panzerbefehlwagen I continuou em serviço.

Uma vez que o tanque leve tornou-se obsoleto, o seu chassi passou por conversões para executar outros tipos de serviços. Carregar munições e outras tipos de cargas era um de seus serviços. Uma arma tcheca de 47-mm foi instalada em alguns destes tanques e foram utilizados no Norte da África. Mas logo esta arma tornou-se obsoleta conforme os tanques tornavam-se mais blindados. Outro modelo era um que tinha uma arma de 15cm instalada em uma nova estrutura, mas por ser muito pesada, apenas 40 foram feitas.

A torre localizava-se no centro do veículo, equipada com duas metralhadoras de 7,92mm, 525 cartuchos eram carregados para cada uma. O motorista sentava-se a esquerda da torre.



Especificações do Pzkpfw I Ausf B

Tripulação: 2
Peso: 6.000kg
Dimensões: comprimento: 4,42m; largura: 2,06m; altura: 1,72m
Motor: um motor Maybach NL38TR de seis cilindros desenvolvendo 100hp
Performance: velocidade máxima na estrada: 40km/h; alcance máximo: 140km
Armamento: 2 x MG34 7.92 mm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor, sem ofensas, comentários ideológicos, racistas, antissemitas e semelhantes.

Se não concordar, discordar ou mesmo ter a acrescentar com o escrito no post, o dialogo é a melhor opção.

OBS: Não tenho muito tempo para responder todos comentários, então se seu comentário demorar a ser moderado, não venha reclamar comigo, pois tenho outras atividades alem desse blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...