terça-feira, 24 de agosto de 2010

Os Diários de Guerra de Hans Frank


No dia 1 de maio de 1945, o governador-geral da Polônia, Hans Frank foi preso por um patrulha americana em um pequeno escritório na cidade de Neuhaus-Josephstal.

Hans Frank entregou na tarde do dia 1 de maio a um oficial americano desta mesma patrulha os seus Diários de Guerra, estes continham muitas anotações de Hans Frank (extraído do livroTu carregas meu nome: A herança dos filhos de nazistas notórios, Norbert & Stephan Lebert, 2004, Ed.Record, Páginas 104-105), entre elas:

"Recebi ordens para saquear totalmente os territórios conquistados a Leste, ou seja, transformando suas estruturas econômicas, sociais, culturais e políticas em um monte de escombros." (19 de janeiro de 1940)

"(...)Conforme as últimas pesquisas, a maior parte da população da Polônia ingere apenas 600 calorias por dia, enquanto uma pessoa normal necessita de 2.200 calorias. Por isso dizem que a população polonesa está tão enfraquecida que ela se tornará uma presa fácil da febre exantemática(...). Só teremos comiseração com o povo alemão, e mais ninguém no mundo."(9 de setembro de 1941)

"(...)não será possível disponibilizar mais alimentos para a populaçã judia." (15 de outubro de 1941)

"(...) diga-se de passagem que estamos condenando à morte por desnutrição 1,2 milhão de judeus." (24 de agosto de 1942)

"Quando começamos, havia três milhões e meio de judeus, dos quais sobraram apenas algumas frentes de trabalho. Todo o resto, digamos assim, emigrou." (2 de junho de 1943)

"Quero ressaltar que não podemos ser melindrosos ao escutarmos o número de 17 mil fuzilados(...) Qualquer discórdia sobre métodos seria ridícula." (25 de janeiro de 1943)

"Uma vez ganha a guerra, poderemos fazer picadinho de poloneses, ucranianos e tudo o mais que anda por aí." (12 de janeiro de 1944)


Fonte: http://holocausto-doc.blogspot.com/2009/06/os-diarios-de-guerra-de-hans-frank.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Favor, sem ofensas, comentários ideológicos, racistas, antissemitas e semelhantes.

Se não concordar, discordar ou mesmo ter a acrescentar com o escrito no post, o dialogo é a melhor opção.

OBS: Não tenho muito tempo para responder todos comentários, então se seu comentário demorar a ser moderado, não venha reclamar comigo, pois tenho outras atividades alem desse blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...