quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

A impressionante historia do piloto desaparecido



30 de abril de 1942. Nada fundamental parecia ter acontecido na frente naquele dia. As forças soviéticas destruíram 38 aviões de caça alemães e perdeu 9 dos seus.



Entre as perdas do dia era lendário ataque de aviões IL-2. Na coluna de controle de um desses aviões monolugares foi feita a última batalha tenente Michail Gavrilov .Ele desapareceu.

Em 1944, o tenente Gavrilov já era um piloto experiente. De acordo com o cinto que ele tinha, no mínimo 27 operações voos, dos quais 20 pareciam ser ataques a baixa altitude há mão de obra do inimigo, tanques, artilharia e aeródromos.




01 de abril de 1945. Onze aviões voaram em uma missão de ataque. Só Gavrilov retornou ao aeroporto de origem. Ele relatou que o grupo foi recebido pelo fogo antiaéreo, mas manobrou com sucesso ao atacar o inimigo. Após a segunda tentativa, o grupo correu para o inimigo, quebrando a parede de fogo antiaéreo de defesa, e com sucesso começou a sair do ataque.
Gavrilov iniciou uma manobra para o terceiro ataque, mas logo percebeu vestígios de fogo acima de sua cabeça. Eles foram atacados por "Messerschmidts", e a luta durou cerca de 15 minutos. No longo prazo, o "Messers" dividiram a formação Soviética e fez-los a lutar sozinhos. Alguns aviões soviéticos foram derrubados nesta batalha.

Em 03 de abril um grupo de quatro IL-2 aviões de ataque, no qual Gavrilov ficou no lugar do líder, foi atacado por três aviões de combate. Os aviões alemães derrubaram o líder de uma vez e Gavrilov assumiu o comando sobre o grupo. Na luta de 20 minutos, em que Gavrilov confrontrado com sucesso e atacado por aviões alemães em seu IL-2, estava sendo observado desde o início pelo coronel Ivanov e um grupo de pilotos. Foram eles, que enviaram uma carta "cheio de admiração com coragem e bravura do tenente Gavrilov" para o comandante. Para essa luta Gavrilov foi condecorado por bravura na batalha com a ordem da "Bandeira Vermelha" e foi a primeira condecoração soviética. Ela foi instituída para o altruísmo de notável coragem e bravura manifestado em defesa da Pátria Socialista.












Quem era o bravo piloto de caça Gavrilov? Nascido em 1916, trabalhador da Rússia, membro do Partido Comunista da União Soviética. Participou na campanha polonesa de 1993. De acordo com os dados do Arquivo Central do Ministério da Defesa da Rússia estava faltando desde 30 de abril de 1942. Não retornou da última missão da operação Lyuban. O tragico Demyansk Pocket estava chegando ao seu fim (Demyansk Pocket foi o nome dado para o cerco das tropas alemãs pelo Exército Vermelho em torno Demyansk (Demjansk), ao sul de Leningrado , durante a Segunda Guerra Mundial sobre o Leste Frente. O bolsão existiu principalmente a partir de 08 de fevereiro até 21 de abril de 1942. Um pequeno bolsão foi cercado simultaneamente em Kholm, cerca de 100 km a sudoeste. Estes foram os resultados da retirada alemã, depois da derrota durante a Batalha de Moscou .)

Nas regiões de Demyansk, muitas batalhas duras aconteciam. Várias divisões inimigas ficaram cercadas pelo exército soviético. Há razões para supor que o tenente Gavrilov com os pilotos de caças atacavam aeródromos inimigos. Ele deve ter sido abatido por aviões inimigos luta ou por arma anti-aérea. Ele não retornou a base e ficou no meio do caminho. Onde exatamente - ninguém sabia.

68 anos depois, o tenente e seu Gavrilov IL-2 foi encontradao em um pântano. Duas semanas atrás ( 10/11/2010). Anatoliy Pavlov, comandante da brigada de busca "Demyansk", e seus companheiros passaram vários dias de extração da lama que deixou exposto um único avião de ataque IL-2. Embora não muito tenha sido deixado: casco blindados, motor e fragmentos do plano de construção. E o principal - restos de um piloto foram encontrados dentro. Essa dádiva de Deus valeu a pena os vários dias de trabalho duro e do trabalho de dezenas de voluntários desgastados com rodas e equipamentos de pista e uma bomba, que tinha sido constantemente bombeados de água do pântano do sítio das escavações.













O piloto estava com macacão, capacete e botas de algodão/lã. Não havia nenhuma arma, paraquedas, e relógio do piloto. Eles devem ter sido roubados logo após a guerra. E então o avião afundou no atoleiro e ali ficou até abril de 2010, guardando segredo o nome do piloto .

 Após a descoberta dos restos mortais do piloto e da função em extrair fragmentos do avião, a equipe procedeu-se à tarefa, de forma menos cansativa da identificação do piloto. Os documentos encontrados estavam ilegíveis. Não havia nenhuma decoração e uma arma pessoal. Mas levando em consideração o número do motor, deu bons motivos para supor que o piloto foi Michail Gavrilov. 

Traduzido por: avidanofront.blogspot.com
Fonte: http://englishrussia.com/index.php/2010/11/10/amazing-story-of-the-missing-pilot/#more-23657

2 comentários:

  1. [mode "revi" do Holocausto on]

    Isso tudo é falso, é mais propaganda soviética do pós-Segunda Guerra, bando de comunistas!

    [mode "revi" do Holocausto off]

    Brincadeira à parte, em pleno 2010 ainda estão achando coisas remotas ainda do conflito como um avião inteiro. Outro dia saiu a notícia de que acharam um tanque inteiro acho que alemão, só não lembro o local.

    ResponderExcluir
  2. hahahaha...fala classica de neo.

    Eu já vi esse do tanque, estou pensando até em posta-lo, já que esse post foi um dos que mais rendeu visitas essa semana, atras somente do Ustasha e esse das unidades militares punitivas.
    Acho que o pessoal vai achar legal ver eles tirando o tanque da lama.

    ResponderExcluir

Favor, sem ofensas, comentários ideológicos, racistas, antissemitas e semelhantes.

Se não concordar, discordar ou mesmo ter a acrescentar com o escrito no post, o dialogo é a melhor opção.

OBS: Não tenho muito tempo para responder todos comentários, então se seu comentário demorar a ser moderado, não venha reclamar comigo, pois tenho outras atividades alem desse blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...